quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

George Pérez

MESTRES MODERNOS - VOLUME 01: GEORGE PÉREZ
Digitalização e Tratamento: Out, The Sider Z/HORDA Books

PARA BAIXAR, CLIQUE MEGA ou MEDIAFIRE

Mr. Pérez anunciou sua aposentadoria. Nada mais justo. O ilustrador esteve a frente de pelo menos três projetos que se tornaram clássicos da DC: Os Novos Titãs, Crise nas Infinitas Terras e a reformulação da Mulher Maravilha após Crise. 

O artista já havia trabalhado com os Vingadores e logo se tornou muito requisitado. Foi quando Marv Wolfman resolveu trazer de volta a antiga Turma Titã, agora jovens adultos em Novos Titãs. As aventuras do grupo logo rivalizaram com a fase dos X-Men, de Claremont e Byrne. Tanto que até ganharam um crossover. 

Com Crise nas Infinitas Terras a consagração do artista se tornou oficial. A reformulação do Universo DC só podia ser feita por Wolfman e Pérez, que estava acostumado a desenhar multidões de super-heróis. 

Em seguida ele provou sua versatilidade não apenas ilustrando, mas, também escrevendo as novas aventuras da Mulher Maravilha, dando à heroína talvez a sua melhor fase até hoje. 

Pérez ainda teria um quarto projeto que DC e Marvel havia cancelado quando tentaram e o projeto não foi a frente: Vingadores X Liga da Justiça. O grandioso crossover foi o último entre as duas editoras, até o momento.




terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Cidade de Vidro

CIDADE DE VIDRO - AUSTER/KARASIK/MAZZUCCHELLI
Digitalização e Tratamento: Out, The Sider Z/HORDA Misteryous

PARA BAIXAR, CLIQUE MEDIAFIRE

Cidade de Vidro é o primeiro conto do livro de Paul Auster, Trilogia de Nova York, que foi adaptado para os quadrinhos por Paul Karasik e David Mazzuchelli, o ilustrador das clássicas A Queda de Murdock e Batman - Ano Um. 

Não é fácil fazer um review deste conto que se transformou em quadrinho. A história não é tão simples quanto parece e, na verdade, mesmo a parte simples, não é tão simples assim. 

Daniel Quinn é um escritor de histórias policiais e escreve sob o pseudônimo de William Wilson. Devido a uma tragédia que o deixou sem ninguém, ele vive solitário. É quando ele recebe uma ligação que, na verdade, é engano.

A voz de uma mulher pergunta se ele é certa pessoa que ele não é. Essa pessoa seria um detetive particular. Quinn, ao perceber o desespero na voz da mulher, resolve assumir o papel e vai até a casa dela perguntar qual é o caso. 

Ela precisa que Quinn - que agora é o detetive - vigie o pai de seu marido, pois este causou um grande trauma ao seu esposo. Quinn precisa vigiá-lo e impedir que ele chegue até o próprio filho. Quinn aceita, sem perceber que está se metendo em algo muito surreal. 

Com uma boa dose de metalinguagem, Cidade de Vidro vira do avesso nosso comodismo em ler coisas tranquilas, com começo, meio e fim determinados. Somos sacudidos e deixados tontos por essa história com tantas nuances e simbolismos que os leitores com certeza ou irão amar ou odiar. Sem meio termo. 

PARA BAIXAR O LIVRO, 
CLIQUE AQUI


Peanuts

O MELHOR DE PEANUTS - CHARLES M. SCHULZ
Digitalização e Tratamento: Out, The Sider Z/HORDA Strips

PARA BAIXAR, CLIQUE MEDIAFIRE

Em 2 de outubro de 1950, Charles M. Schulz, então com 27 anos, publicava pela primeira vez, em sete jornais americanos, a tira Peanuts. Era uma tirinha de humor tendo como personagens uma turma de crianças pequenas, sem ser dirigida ao público infantil.

Embora o próprio desenhista não gostasse do nome (queria que se chamasse Good Ol' Charlie Brown, "Bom e Velho Charlie Brown), Peanuts caiu nas graças do público; acabou ganhyando espaço além dos jornais, e os personagens tornaram-se os mais queridos para várias gerações de leitores, virtualmente do mundo inteiro.

Se a criação de Schulz era simples em termos de traço e composição, o mesmo não se pode dizer da psiocologia dos personagens. No início contando com apenas quatro - Charlie Brown, Shermy, Patty e Snoopy -, Peanuts misturava ao mundo da infância uma boa dose de sarcasmo, crueldade, frustrações e dúvidas existenciais. 

Ao longo dos anos e das décadas surgiram para completar o elenco: Violet, Schroeder, o pianista; a temperamental Lucy e seu irmão caçula, Linus; Chiqueirinho, a sardenta Patty Pimentinha e sua melhor amiga, Marcie; o Franklin, Sally, a irmã caçula do Charlie Brown, Rerun, o irmãozinho de Lucy e Linus e os outros irmãos de Snoopy, Woodstock, Frieda e seus cabelos naturalmente cacheados e a Garota Ruiva...

Graças a tal nível de complecidade, riqueza e e Possibilidades, Schulz pôde inventar e reinventar a tira ao longo de quase cinco décadas em que a criou diariamente com enorme sucesso. Em seu auge, era publicada diariamente em 2.600 jornais do mundo todo. 

Esses quase cinquenta anos chamam a atenção como um recorde de tempo não apenas no mundo das HQs, mas nas artes  em geral. Porém, a genialidade de Peanuts e Schulz vai muito além da longevidade. Com seus traços simples, com as inovações em termos de quadros e balões e com a mescla de vida cotidiana com voos de fantasia, a tirinha revolucionou as HQs modernas e conquistou o status de grande arte. 

Mas não é preciso ser entendedor de HQs - nem mesmo leitor de HQs! - para se deleitar com esse mundo único de alegria e vulnerabilidade, de ansiedades e brincadeiras. Basta ser humano. O Melhor de Peanuts reúne as mais memoráveis tiras, desde os primórdios até os anos derradeiros, fornecendo uma visão única da evolução do desenho, dos enredos e dos personagens. São 650 páginas e mais de 2.500 tirinhas!




segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Dawkins/Clima/Vacinas

RICHARD DAWKINS/AQUECIMENTO GLOBAL/VACINAS
Arquivos enviados por Muad'Dib/HORDA Books


PARA BAIXAR, CLIQUE MEDIAFIRE

CIÊNCIA DA ALMA - RICHARD DAWKINS

Livro reúne 42 textos de Richard Dawkins, o racionalista que ilumina com sua erudição característica as maravilhas da natureza e ataca veementemente a lógica fajuta e a irracionalidade. Apesar de abarcar três décadas de produção escrita, este livro não poderia ser mais atual e urgente, num mundo cada vez mais irracional e hostil aos fatos. Já na sua introdução apaixonada, Richard Dawkins faz um alerta insistindo para que a razão volte a ser protagonista e que os sentimentos — mesmo aqueles que não representam coisas abjetas como a xenofobia, a misoginia e outros preconceitos — fiquem de fora das escolhas eleitorais. Em mais de quarenta ensaios, artigos, palestras e cartas, recentemente revistos pelo autor, são escrutinadas uma série de questões, entre elas a importância das evidências empíricas, e há uma crítica enfática da má ciência, da presença da religião nas escolas e de movimentos como os que negam a gravidade das mudanças climáticas. Com o ardor de sempre, o cientista defende “a verdade sagrada da natureza” e homenageia as glórias e as complexidades do mundo natural com seu virtuosismo típico.Neste momento em que pessoas nos altos cargos dos governos questionam a evolução, Dawkins se pergunta o que Darwin pensaria de seu próprio legado e celebra a ciência, que possui muitas virtudes das religiões, mas está livre do lado negativo da superstição e do preconceito.

FOME DE SABER - RICHARD DAWKINS

A aguardada autobiografia do cientista que revolucionou as ciências naturais e buscou explicar nossas origens. Filho de pais naturalistas e de uma família de cientistas consumados, Richard Dawkins estava fadado a levar a biologia nos genes. Mas que influências moldaram seu desenvolvimento intelectual? E quem o inspirou a tornar-se o cientista pioneiro e a autoridade intelectual cuja fama (ou infâmia, para alguns) alcança todo o planeta? Em Fome de saber, Dawkins traça um panorama colorido e encorpado de seus primeiros anos de vida. A autorreflexão sincera e as anedotas espirituosas são intercaladas com reminiscências da família, dos amigos, da literatura, da poesia e da música. Finalmente podemos compreender as influências que moldaram o intelectual que buscou explicar nossas origens.

A ESPIRAL DA MORTE - CLÁUDIO ÂNGELO

Um trabalho de fôlego e apuração detalhada que tenta desvendar como sobreviver às consequências nefastas do aquecimento global. Neste livro vencedor do Prêmio Jabuti 2017, o jornalista Claudio Angelo viaja aos extremos da Terra para documentar os impactos da mudança climática. Numa mistura de reportagem, diário de viagem e relato científico, o autor mostra como o Ártico e a Antártida estão derretendo por causa das ações humanas e como isso impacta desde animais icônicos como os pinguins e os ursos-polares até os moradores de metrópoles brasileiras como Rio e Recife. Numa narrativa divertida, que traduz a ciência do clima para o público leigo sem contornar sua complexidade, A espiral da morte passeia entre agricultores esquimós, ursos esfomeados, ambientalistas presos, marinheiros heróis, os interesses da poderosa indústria do petróleo e cientistas que arriscam suas vidas nos locais mais inóspitos do mundo para desvendar o quebra-cabeças do aquecimento global. Um livro indispensável para quem quer entender um dos maiores problemas da humanidade neste século.Livro vencedor do Prêmio Jabuti 2017, na categoria Ciências da Natureza, Meio Ambiente e Matemática.

VACINAR: SIM OU NÃO? - UM GUIA FUNDAMENTAL

Desde o surgimento da primeira vacina, no fim do século XVIII, centenas de milhares de mortes foram evitadas e dezenas de moléstias, combatidas. Estima-se que, nos últimos dois séculos, as vacinas proporcionaram um aumento de cerca de 30 anos em nossa expectativa de vida. Porém, nos últimos anos, um grande movimento internacional contra as vacinas tem chamado a atenção de pais, profissionais de saúde e educadores. Partindo de informações contraditórias e de dados sem comprovação científica, seus membros alegam ter o direito de escolher vacinar ou não os filhos. No entanto, essa decisão, que de início parece individual, tem consequências coletivas, fazendo por vezes ressurgir epidemias que se consideravam erradicadas. Escrito por dois pediatras e um infectologista, todos com vasta experiência em imunização, este livro apresenta: • um histórico do surgimento e da consolidação das vacinas; • os benefícios da imunização para a saúde individual e coletiva; • os mitos – pseudocientíficos e religiosos – associados a elas, como o de que a vacina tríplice viral provoca autismo; • as respostas da ciência a esses mitos; • as consequências da não vacinação para os indivíduos e a comunidade; • as reações adversas esperadas e como agir caso isso aconteça; • as implicações éticas e legais da vacinação compulsória.


sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Archer & Armstrong #10 a #20

ARCHER & ARMSTRONG #10 a #20
BLOODSHOT AND H.A.R.D. CORPS #20 e #21
Tradução, Letras e Scans: O-Sensei, Azazel Pistis, Dudu
Zealfie27/Centurions, Gibiscuits, Os invisíveis





PARA BAIXAR ESTAS EDIÇÕES, VÁ EM MEDIAFIRE
PARA BAIXAR DO #0 ao #9, VÁ NESTE POST

Archer e Amstrong são aqueles tipos de heróis improváveis: um garoto criado dentro de uma seita de religiosos fanáticos que era apenas uma dentre várias seitas. Ele foi criado para matar Aquele Que Não Deve Ser Noemado, o imortal e beberrão Amstrong. Os dois acabam se tornando amigos e parceiros. 

Archer descobre que seus "pais" eram apenas um casal com planos diabólicos e passa a tentar consertar o que eles fizeram, porém, os mesmos não iam ficar esperando isso sentados e enviam uma das "irmãs" de Archer, para acabar com os dois. Esta é Mary Maria. 

No entanto, os três vaão parar em um lugar chamado Longínqua, que parece ter uma ligação com o Triângulo das Bermudas e onde um homem conhecido como General Censura (os palavrões que ele fala são censurados) está em guerra com um grupo de índios. Para isso ele tem a ajuda dos greys, alien... bom, não são bem alienígenas, mas isso é logo explicado. 

Para melhorar ainda mais, outro dos irmãos de Armstrong aparece e ele estava preso em um lugar onde revivia passado, presente e futuro, tudo ao mesmo tempo. Archer, Armstrong e mary Maria se separam,, por motivos que não cabe aqui eu contar, e Archer passa a ser caçado por Bloodshot e seus H.A.R.D. Corps. As duas edições deste título estão qaqui por causa disso, veja sempre nos números de Archer & Armstrong a partir do #19, qual revista vem a seguir, para ter coerencia na leitura. Boa diversão.




quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Indiana Jones #01 a #14

AS NOVAS AVENTURAS DE INDIANA JONES #01 a #14 
Tradução e Letras: Zealfie27 e Johnny Who/Gibiscuits-Centurion





PARA BAIXAR, CLIQUE MEGA ou MEDIAFIRE

Caçadores da Arca Perdida se tornou um clássico instantaneamente. Indiana Jones entrou para o rol dos heróis mais carismáticos como se já existisse há muitos e muitos anos. A música-tema do filme era mais uma obra-prima de John Williams. 

As aventuras de Indiana Jones eram pura diversão e, não foi à toa, que a Marvel, antes mesmo das sequências, já estivesse produzindo histórias em quadrinhos baseadas no personagem. Indiana Jones tinha tudo a ver com esta mídia. Afinal de contas, suas aventuras tinham inspiração - entre outras coisas - nas aventuras do Tio Patinhas e sua turma, escritas e desenhadas por Carl Barks, que eram repletas de lugares exóticos, amuletos misteriosos e etc. Assim sendo, os quadrinhos não eram estranhos a Indiana Jones. 

E o título já começa em grande estilo, com roteiro e ilustrações de John Byrne para os dois primeiros números. David Michelinie assumiria o roteiro dos próximos números e uma galeria de ilustradores passearia por suas páginas, entre eles, Ron Frenz, Kerry Gammil, Howard Chaykin, David Mazzuchelli e outros. 

Foram 34 números deste título pela Marvel. Os 14 aqui postados foram publicados nas páginas de Capitão América, da Editora Abril, mas os scans não são destas HQs e sim das originais, onde a qualidade é melhor e não há aqueles cortes de texto habituais da Abril. Um belo trabalho. 




domingo, 20 de janeiro de 2019

Demolidor de Bendis e Maleev- Vol. 02

DEMOLIDOR: BRIAN MICHAEL BENDIS/ALEX MALEEV - VOL. 02
Digitalização, Tratamento e Páginas Duplas:
Out, The Sider Z/HORDA Inc.


PARA BAIXAR VÁ EM MEGA ou MEDIAFIRE

E ele está de volta, o Demolidor de Bendis e Maleev, que teve sua identidade secreta revelada, desta vez não apenas para o Rei, mas, para o mundo todo, através de um jornal que conseguiu a informação de um agente do FBI, e transformou a vida de Matthew Murdock em um inferno.

Ainda envolvido com o processo contra o jornal que o dedudou, Murdock precisa lidar com os perigos que rondam sua identidade secreta. Muitos vilões podem querer atacá-lo e aqueles a quem ele ama. É neste contexto que aparece em sua vida um novo amor, Milla Donovan que, assim como Murdock, é cega.

Milla, mesmo sem sentidos apurados, logo entende que Murdock realmente é o Demolidor, principalmente porque o mesmo a salvara de ser atropelada. Agora os dois precisam enfrentar juntos o que há d vir pela frente.

Primeiro, temos o Rei do Crime, que está de volta, tentando juntar os pedaços de seu reino fragmentado. Para isso, usa as habilidade de Mary Tifóide e do nosso velho conhecido Mercenário. Porém, nada será fácil para o Demolidor, que ainda terá que enfrentar a Yakuza.