sábado, 30 de junho de 2018

Ex Machina - Vol. 06

EX MACHINA - VOLUME 06 de 09
Digitalização: Outsider, o Z/HORDA Machines 
Páginas Duplas: Alan "Do the Evolution Baby" Bishop

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Um estranho visitante chega a Nova York e causa um sinistro blecaute na cidade. Na total escuridão e falta de energia, Mitchell Hundred descobre algo inusitado desde que ele ganhou seus poderes: eles não funcionam durante um blecaute. 

Em outra parte da cidade, a mãe de nosso amado prefeito está na casa do ex-amigo de Hundred, Kremlin, quando os dois são surpreendidos pelo nosso visitante em sua estranha roupa de escafandro. Ele pega os dois como reféns e exige que Hundred vá até lá, pois ele tem algumas coisas a dizer sobre o que aconteceu ao nosso heróis e como ele se tornou o que veio a ser.

Enquanto isso, January, irmã da falecida Journal, parece ter planos ainda mais sinistros, orquestrados com um Kremlin que agora se encontra refém de alguém que pode ser um completo louco ou um viajante que realmente veio de algum lugar que não é exatamente o nosso. 

Encurralado, Hundred vai até a casa de Kremlin encontrar o seu algoz, sem saber exatamente o que aguarda e, para piorar, ele está indo como um homem como qualquer outro, sem os seus poderes. 




segunda-feira, 25 de junho de 2018

Capitão Swing

CAPITÃO SWING E OS PIRATAS ELÉTRICOS DA ILHA CINDERY
Tradução e Letras : A Man Without a Name/HORDA Energy

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Londres, 1830. Devido a força policial não ter um número suficiente de policiais, alguns homens são contratados para trabalhar como vigilantes, atuando em nome da lei. Não usam armas, portando apenas um cacetete. Londres tem sido alvo do ataque de alguém que, até então, é praticamente uma lenda urbana: o Capitão Swing, um pirata elétrico. 

Quando Charlie, um desses vigilantes está em ronda, presencia nada mais nada menos que o ataque deste tal capitão Swing. Seu parceiro até mesmo é atingido por uma bala... elétrica, disparada pelo mesmo. Para que as coisas fiquem ainda mais surreais, o pirata pula em um bote... que voa, e vai embora. Para Charlie, as coisas estão cada vez mais estranhas e vão ficar ainda mais. 

Acreditando que a lei deve ser cumprida a qualquer custo, Charlie acaba por conseguir embarcar no navio do Capitão Swing, na intenção de prendê-los. Porém, aprenderá que isso não é tão simples assim e aprenderá também que Swing e seus piratas elétricos estão lutando por muito mais do que simples justiça. 

Warren Ellis no leva para uma aventura electric-punk, ilustrada por Raulo Caceres, que não nos deixa tempo para respirar e nos mostra que a imaginação do escritor não tem limites. 




Ex Machina - Vol. 05

EX MACHINA - VOLUME 05 de 09
Digitalização e Tratamento: Outsider, the Z/HORDA Machines

PARA BAIXAR DO 01 ao 05, CLIQUE AQUI

Anteriormente em Ex Machina...

Mitchell Hundred foi o primeiro super-herói a se tornar prefeito de Nova york. De uniforme espalhafatoso para terno formal, ele descobriu da pior maneira possível que os desafios da política podem ser muito maiores do que os seus superpoderes. 

Após um encontro trágico com um artefato misterioso sob a ponte do Brooklyn, o jovem engenheiro ganhou o poder de comunicar-se com qualquer tipo de máquina. Com a ajuda dos amigos - Kremlin, um mecênico, e Bradbury, um ex-fuzileiro naval - e a inspiração dos gibis que lia quando criança, Hundred começou a combater o crime sob o codinome A Grande Máquina no ano 2000. 

No trágico 11 de setembro do ano seguinte, ele conseguiu impedir que os terroristas destruíssem a segunda torre do World Trade Center, mas não conseguiu evitar a queda da primeira. 

O feito lhe valeu a prefeitura de Nova York, que assumiu em janeiro de 2002, como candidato independente. Ao seu lado o secretário e amigo Dave Wylie e Bradbury, agora seu guarda-costas. Logo nos primeiros meses de mandato, o prefeito teve que lidar com políticos corruptos, um escândalo no mundo das artes, uma nevasca que parou a cidade e um assassino de motoristas de caminhões que limpavam a neve. 

Depois, quando Jackson Georges, um especialista em códigos da Agência Nacional de Segurança, foi encarregado por Hundred de desvendar o segredo do artefato que lhe deu seus poderes, algo ainda mais trágico ocorreu. Os restos do artefato acabaram tomando o controle da esposa do especialista, que matou toda a família e tornou-se uma perigosa ameaça rondando os esgotos de Nova York, até ser morta por Hundred. 

Como prefeito, Mitchell foi responsável por oficializar o primeiro casamento gay da cidade, o que também lhe rendeu muita polêmica. Mais recentemente o prefeito teve um encontro com uma vidente que fdisse ter recebido uma premonição sobre o 11 de setembro e que entraria em contato se tivesse alguma outra visão parecida. Mas isso não impediu Hundred de jogar duro e fechar o cerco contra os videntes. 

E a vida do prefeito fica cada vez mais complicada. Quando convocado para participar de um júri civil ao mesmo tempo em que um novo super-herói  voador começou a ser avistado sobre Manhattan, Mitchell teve que confrontar um maníaco que afirmava também ouvir vozes as vozes das máquinas. O insano homem foi morto. 

Quanto ao novo justiceiro, desobriu-se se tratar de um amigo de infância de Mitchell que, mesmo assim, acabou preso. E, quando ninguém achava que podia piorar, ativistas na cidade de Nova York decidiram fazer um protesto contra a Guerra do Iraque. 

Mesmo que tenha sido aconselhado a a desistir de permitir o evento, o prefeito achou que seria importante garantir o direito das pessoas se manifestarem. Mas ele não imaginava que um louco usaria a aglomeração de pessoas para um atentado do qual Journal Moore , sua "Assessora Para Assuntos da Juventude", foi vítima fatal. 

No capítulo de hoje...

Mitchell Hundred segue sua jornada como prefeito de Nova York. As coisas esquentam na prefeitura quando a questão da política antidrogas pega fogo e uma série de roubos envolvendo a imagem do Corpo de Bombeiros apenas joga mais gasolina na situação. E mais: uma história do passado de Hundred volta para assombrá-lo e ficamos sabendo mais sobre a infância de Bradbury. 




Fábulas - Vols. 09 e 10

FÁBULAS - VOLUMES 09 e 10
Digitalização e Tratamento: Outsider, The Z/HORDA Fantasy
Páginas Duplas: Alan "The Wizard of Goróz" Bishop/DOOM Scans

PARA BAIXAR OS VOLS. 01 a 10, CLIQUE AQUI

As fábulas desferiram um duro golpe contra o adversário ao destruírem seus bens mais preciosos exatamente no coração do Império, mas também podem ter preparado para uma sangrenta guerra entre mundos! 

Enquanto o governante das Terras Natais lambe as feridas e reúne suas forças, os moradores da Cidade das Fábulas tem uma rara chance de desfrutar a breve paz que a vitória lhes trouxe.

Mas todos sabem que esta é apenas a calmaria que precede a tempestade - e é hora de cobrar juramentos de lealdade daqueles que ainda estão em cima do muro... antesque seja tarde! 

E, com uma guerra total entre as forças do Adversário a das Fábulas do Mundo Mundano se armando no horizonte, a responsabilidade agora recai sobre os ombros de um humilde zelador conhecido como Papa-Moscas. 

Libertado de uma amnésia que o impedia de se lembrar de algo que agora o atormenta, príncipe Ambrose (como ele era conhecido em tempos mais felizes) encara uma longa e árdua jornada - uma que pode levá-lo ao reino dos mortos e ao coração do império inimigo. 

Se for bem-sucedido, esse inesperado herói ficará frente a frente com o desafio de sua vida - e que poderá selar o futuro da Cidade das Fábulas e das Terras Natais.





quinta-feira, 21 de junho de 2018

O Escultor

O ESCULTOR - SCOTT McCLOUD
Digitalização e Tratamento: Outsider, The Z/HORDA Fine Art
Páginas Duplas: Alan "Page Sculptor" Bishop/DOOM Scans

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Scott McCloud já é bem conhecido pelo público acostumado a ler quadrinhos. Porém, isso se dá mais pelos livros técnicos sobre quadrinhos que ele já publicou, três tendo sido lançados aqui no Brasil: Desvendando os Quadrinhos, Reinventando os Quadrinhos e Desenhando Quadrinhos. Já, HQ mesmo, esta é a primeira grande graphic novel do autor. E coloca grande nisso, praticamente 500 páginas. 

O escultor do título é David Smith, jovem solitário e que não está se dando bem no mundo das artes. Suas tentativas de montar uma mostra são frustradas por vários fatores, incluindo artistas mais competitivos. Mesmo tendo um amigo que lida com artes, algo sempre está no caminho de David. Além disso, se sente pouco ou nada inspirado para fazer algo relevantes. É quando a Morte cruza o seu caminho. 

A Morte sabe que David sonha em ser um grande escultor, quer deixar algo que seja lembrando depois que ele se for e, talvez até mesmo dê sua vida por algo assim. E vida é com a Morte. Ela propõe um acordo com David: poderes ilimitados no que diz respeito à criatividade, em troca de sua vida... daqui a 200 dias. Ainda pensando se tratar de uma pegadinha ou uma brincadeira sem graça, David aceita. Quando percebe que a coisa é real, ele sela o acordo. E não tem mais volta. São as regras. 

Caro, isso não seria uma HQ de 500 páginas se, em algum momento, não entrasse uma garota na história. David, até então um cara solitário e sem nenhum relacionamento ou perspectiva de um, conhece Meg de uma maneira incrivelmente inusitada e, claro, se apaixona. Ela é aquela que ele sempre esperou, e ela chegou exatamente quando ele fez um acordo com a Morte. 

Então, entre sua vida como escultor com poderes sobrenaturais e sua vida como homem apaixonado, David precisa decidir o que fará para colocar tudo em foco e deixar este mundo tendo cumprido o que sempre quis, deixando seu nome para a posteridade. 

O Escultor vai provocar emoções conflitantes no leitor, mas, certamente, será uma experiência em quadrinhos que ele nunca esquecerá. 





Barrier

BARREIRA - BRIAN K. VAUGHAN/MARCOS MARTIN
Tradução e Letras: A Man Without a Name/HORDA Aliens

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Liddy é proprietária de um rancho no Texas, o que a deixa em uma posição sensível em relação à entrada de imigrantes ilegais no país. Oscar é um hondurenho que foge sozinho de seu lar depois de uma tragédia bárbara. A primeira carrega preconceitos comuns , o segundo é uma vítima das circusntâncias, ambos encontrando-se na mesma situação quando são abduzidos por estranhos seres interplanetários, com uma linguagem incompreensível e inimaginável para qualquer ser humano. Ah, é claro que Liddy não fala espanhol e Oscar não sabe nada de inglês.

Trata-se de uma história bilíngue. O choque cultural entre essesdois protagonistas alude a um problema comum de hoje em dia, o que poderia redundar em mais uma história sobre antagonistas que se unem frente a uma situação extrema. No entanto, existe bem mais aí. Trazendo mais informações em flashback sobre a jornada de cada um dos dois, conforme a história avança, Oscar e Liddy vão ganhando substância enquanto conhecem um ao outro, oq eu vai aprofundando essa discussão para algo que não é apenas sobre imigração ilegal. 

Até o fato de serem alienígenas e colocá-los juntos é um detalhe importante nesta estrutura. A concepção nada humanóide destes também não é gratuita, além de sua linguagem incompreensível deixar o leitor inquieto sobre as razões por trás de todo esse tormento inflingido aos dois. 

Com as revelações do final, Vaughan reafirma o sentido de ler Barrier com seu texto original bilíngue. Também nos mostra que o problema da falta de comunicação entre nós está longe de ser explicado com maniqueísmo fácil, revelando-se uma espécie de fractal quando olhamos de longe. 

Essa ficção científica das boas é valorizada pela arte estilizada e dinâmica de Marcos Martin, cuja performance está bem à altura do trabalho anterior, convencendo nas detalhadas paisagens e criaturas alienígenas. Em matéria de narrativa, a HQ flui fantasticamente em suas boas jogadas para indicar a passagem do tempo simultânea em dois locais, entre outros momentos. O uso de onomatopéias e a escolha de alguns planos de detalhe também são fatores muito chamativos, tudo isso auxiliado pela colorização sóbria e e eficiente de Muntsa Vicente. 

Esta e muitas outras HQs podem ser baixadas de graça (em seu idioma original) no site do autor em Panel Syndicate.




segunda-feira, 18 de junho de 2018

Dragonball Z - Vol. 02

DRAGONBALL Z - VOLUME 02
Uma Produção de Renato PLT/HORDA Mangás

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Vegeta e Nappa, os habitantes do planeta Vegeta, de onde Goku, sem saber, era originário, continua aterrorizando os nossos heróis. Goku ressuscita, mas ainda precisa cruzar um longo caminho para chegar à Terra e ajudar seus amigos. 

Enquanto isso, Kuririn, Yamcha, Chaos, Gohan, filho de Goku, Tenshinhan e Piccolo são a frente de batalha que tentam evitar que nosso mundo seja destruído pelas mãos dos dois alienígenas bárbaros. 

Nesse ínterim, palavras ditas pelos dois revelam a verdadeira natureza de Piccolo, que não pode morrer, senão Kamisama morrerá também. Gohan ainda nao está completamente pronto para o combate e Kuririn sabe que não é páreo para os inimigos que precisa enfrentar. Somente Goku poderá ajudá-los, mas chegará a tempo?






sábado, 16 de junho de 2018

Três Sombras

TRÊS SOMBRAS - CYRIL PEDROSA
Digitalização e Tratamento: Outsider, The Z/HORDA Shadows

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Nada é mais ameaçador do que o desconhecido, e nada é mais desconhecido do que a escuridão. Aquilo que não vemos, que não podemos nomear, nos deixa paralisados, calados re sem resposta para a pergunta que não conseguimos escutar. Ainda assim, sentimos as sombras que se aproximam e temos medo. 

Três sombras se aproximam, e temos medo. 

Existe uma beleza na metáfora que dão forma aos nossos medos, aos nossos sonhos  e às nossas emoções. Como que por um passe de mágica, Cyril Pedrosa criou um símbolo universal, imagens que transportam o leitor por toda a narrativa não somente a uma terra distante, mas a emoção próxima de um sentimento extremamente particular. 

A poesia de uma história em quadrinhos está em criar imagens que sejam mais do que imagens, do mesmo modo que num poema as palavras são mais do que palavras. Mais do quem imagem apresenta, existe poesia no que uma imagem representa, e quanto mais uma imagem representa, maior o poeta, Cyril Pedrosa é, assim, um gigante. 

Até onde você iria para salvar um filho? A partir dessa premissa simples, Cyril Pedrosa nos apresenta uma incrível história para crianças e adultos que, diante da difícil tarefa de agradar a ambos, nos surpreende por respeitar a inteligência dos mais novos e por despertar as emoções dos mais velhos. 

Assim como Louis não esconde do filho os perigos que os esperam, Pedrosa não poupa o leitor com simplismos e pieguices desse nosso mundo politicamente correto. Ao contrário, nos apresenta uma fábula sensível e sincera sobre o medo da morte, o valor da vida e o poder da família. 

Mergulhados numa leitura cheia de aventuras, Somos levados a vilas medievais e suas vielas cheias de mistérios, atravessamos oceanos em navios mercantes, cruzamos montanhas cobertas de neve, desafiamos exércitos e, durante toda jornada, enfretando nossos próprios medos, sejam eles sombras ou não. 




sexta-feira, 15 de junho de 2018

CGNDC: LJ - A Nova Fronteira

COLEÇÃO DE GRAPHIC NOVES DC: LIGA DA JUSTIÇA
A NOVA FRONTEIRA - PARTES 1 e 2 de 2
Digitalização e Tratamento: Out - Z/HORDA Frontiers
Páginas Duplas: Alan "Martian, The Pagehunter" Bishop

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI e AQUI

Darwyn Cooke, um artista completo, um roteirista e ilustrador, um contador de histórias e um desenhista dos melhores. Tinha um carinho especial pelos super-heróis e isso a gente percebe pelo modo como ele os tratava. Suas histórias eram mais maduras mesmo naquele seu traço inocente. E A Nova Fronteira foi o ápice disso tudo. 

É algo clichê de se dizer, mas esta saga é uma ode à Era de Prata, um testamento de alguém que amava os quadrinhos de super-heróis, e que provavelmente era muito fã do lugar onde trabalhava, a DC Comics. O trabalho feito ali supera em muito outros com o mesmo objetivo. Mostrar o início de uma era dos quadrinhos. 

É tão bem costurado que a gente não percebe que são, na verdade, dezenas de personagens interagindo em uma HQ de centenas de páginas. 

Logo somos informados que a Sociedade da Justiça deixou de existir. O fim de uma era, a Era de Ouro. Um novo tempo começava e novos super-heróis estavam surgindo, tomando o lugar daqueles que ficaram para trás. Muitos deles aceitando o manto de forma tão literal que carregavam até os mesmos nomes, como Flash e Lanterna Verde. 

Os novos heróis e alguns dos antigos, como Mulher Maravilha e Superman, têm que lidar com uma ameaça ancestral que vem do espaço, um ser que se alimenta do medo e que vem para destruir tudo aquilo que tocar. Um super-herói sozinho não daria conta, seria necessário surgir um novo grupo, que é formado ali, no calor da batalha. 

Se Darwyn Cooke nos deixou cedo demais, ao menos se foi nos deixando um grande presente, que se chama Liga da Justiça - A Nova Fronteira, e os anjos dizem amém.





Magneto: Infame

MAGNETO - INFAME
Digitalização e Tratamento: Renato PLT/HORDA Magnetics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Magneto está de volta. Não como o mesmo Magneto de antes, poderoso e supremo. Ele agora está com seus poders magnéticos reduzidos e vive se escondendo, porém, sua luta para deter de forma violenta a quem atenta contra a vida dos mutantes continua. 

Em uma de suas incursões para fazer justiça, acaba descobrindo um projeto que é ainda mais ignominioso do que os sentinelas: cientistas estão transformando sem-tetos em máquinas assassinas de mutantes... contra a vontade dos mesmos. Pelo jeito, as coisas sempre podem piorar.

E seu caminho surge uma mulher desconhecida que se dispõe a ajudá-lo, mas magneto recusa de início, pois sua luta é solitária e ele não necessita de ajuda. Isso, até ela mostrar do que é capaz. Ela tem o que ele precisa: informação. Mas não pequenas dicas, e sim informação poderosa sobre grandes inimigos dos quais Magneto sempre esteve atrás, sem grande sucesso, pelo simples fato de que eles... nunca morrem. 

Magneto - Infame é mais uma poderosa história sobre o preconceito e sobre como se deve lidar com ele. É justificado matar aqueles que buscam matar seu povo? Magneto não perde tempo com esses questionamentos, ele simplesmente age.