terça-feira, 1 de maio de 2018

A Morte do Superman - Vol. 02

A MORTE DO SUPERMAN - VOLUME 02 de 02
Digitalização e Tratamento: Outsider, The Z/HORDA Funerals 
Páginas Duplas: Alan "The Fucking Great" Bishop/DOOM Scans

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Hoje, dia 18 de Abril, o nosso amigo Superman completa seus 80 anos de nascimento. O primeiro super-herói dos quadrinhos, aquele que mudou tudo. Com a criação do Homem de Aço, ganhamos novos deuses, com poderes e personalidades diversos. Ele foi quem abriu o caminho para que os quadrinhos se tornassem o que são hoje. 

Tendo uma idade tão avançada é claro que o personagem já teve seus altos e baixo e ainda continua tendo. Já esteve em tantas midias que é quase impossível alguém, em algum lugar do mundo, não saber o que significa aquele S estilizado. E, sendo assim tão popular, não é muito difícil entender porque sua editora tenha que tentar fazer com que o interesse por ele precise ser renovado de tempos em tempos, mesmo que para isso precise matá-lo, como na saga aqui presente. 

Na década de 90, quando A Morte do Superman foi lançada, eu estava muito ocupado sendo um fanático religioso, por isso não absorvi o impacto do anúncio da sua morte como deveria. Eu não lia quadrinho algum nesta obscura época. 

A trama que abrangeu todas as revistas do Homem de Aço publicadas na época e outras da DC, não é um primor de roteiro e alguns capítulos deixa a desejar também na arte, mas, ainda assim, é uma parte importante da mitologia do super-herói, pois mostra o quanto o mundo, tanto o dele, quanto o nosso, precisam que ele exista. Obviamente, matar um personagem tão icônico e lucrativo permanentemente é eio impensável. Então, as elocubrações do roteiristas para seu retorno podem não ser tão palatáveis. 

Porém, a verdade é que o Superman "morreu" bem antes, pelas mãos de Alan Moore, que escreveu a última história do herói antes de sua reformulação pelas mãos de John Byrne. Na história, O Que Aconteceu ao Homem de Aço, ele simula sua morte para poder viver como uma pessoa comum, com sua esposa Lois Lane. Se ele abandona a Humanidade ao próprio destino não sabemos, as prefiro acreditar que ele continuaria ajudando nos bastidores. 

O fato aqui é que a história do barbudo é bem melhor melhor escrita e engendrada, e não leva 700 páginas pra isso. Mas, sendo Alan Moore não poderia ser de outro jeito. A Morte de Superman nas mãos certas poderia ter sido algo não apenas marcante, mas também inesquecível. 





3 comentários:

Anônimo disse...

Esse HQ por mim podia parar no limbo do esquecimento.
Na época da abril chegeuei a ler até o retorno e achei muito ruim.

Anônimo disse...

Parabéns pelo ótimo trabalho do blog! Simplesmente sensacional! Obrigado por mais um scan de altíssima qualidade!

Gostaria de pedir, se possível, A Noite Mais Densa pela Panini!

Anônimo disse...

Cara site muito bom, tenho algum modo de ajudar?