domingo, 2 de agosto de 2015

Superman: Red Son

SUPERMAN: RED SON - MARK MILLAR & DAVE JOHNSON
(A.K.A. Superman: Entre a Foice e o Martelo) 

Uma Superprodução Zone Empire, H.O.R.D.A. e Gibiscuits

Image and video hosting by TinyPic
PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Sim, pode acreditar, é ele mesmo que está de volta, Superman: Red Son, publicado aqui em 2004 como Superman: Entre a Foice e o Martelo, em scans 2.0. Na verdade, muito mais do que isso, já que considero scans 2.0 quando refaço a mesma edição que, no caso aqui, teria de ser a publicada aqui em três edições e que comprei, li e digitalizei há mais de 10 anos atrás. Aqui o nível é outro: os scans do grupo estrangeiro Zone Empire são de uma nova edição encadernada com introdução de Tom DeSanto e um "caderno" de esboços como extra.

Confesso que não tenho mais tempo, nem paciência para letreirar scans em inglês. Se tiver que traduzir então, nem cogito. Mas, algumas HQs são especiais demais para mim. São daquelas que não posso deixar de ter aqui e, por isso, tenho refeito tantas, pois não consigo aceitar que estejam disponíveis em scans feitos na Idade da Pedra do RA, também conhecida como Era de Ouro. Superman: Red Son é uma dessas.

Sempre quis refazê-la, mas ela não é republicada desde 2006. E, sim, poderia conseguir aquelas edições no Mercado Livre ou no Estante Virtual. Porém, o papel em que foi impressa é desanimador. Foi desanimador quando digitalizei a primeira vez e seria desanimador para uma segunda versão. Mesmo o encadernado que saiu em 2006, era com o mesmo papel, se não me engano. Daí que, de vez em quando, eu buscava pelos torrents da vida scans em inglês. Nunca encontrava nada que valesse a pena letreirar. Até que um dia...

Eu já procurava sem grandes esperanças e, foi então que me deparei com a edição acima, digitalizada pelo grupo Zone Empire. Uma nova edição com a qualidade dos scans de hoje em dia. Eu quase surtei. Mas, logo vi que tinha uma introdução e alguns extras. Além do fato, é claro, de serem 165 páginas de trabalho. Suspirei fundo e pensei: não vai rolar.

O problema todo era meu perfeccionismo. Para os balões era simples, era só transcrever tudo que estava nos scans antigos. Não precisaria de um tradutor. Mas, havia a introdução e os extras, que eu precisava que fossem traduzidos, e mais, que fossem diagramados, pois estava meio que fora da minha alçada photoshópica. O projeto parecia fadado a não acontecer. Mas, não joguei os scans fora.

Por uma dessas sortes, eu postei o scan Uma História de Violência, do Gibiscuits. O camarada que o fez (Skaetos) gostou de eu ter publicado e me adicionou ao Facebook. Falamos rapidamente sobre esse trabalho que fazemos, mas apenas isso. Mas, fiquei com uma pergunta na cabeça: e se eu o chamasse para ajudar com Superman: Red Son? Depois de semanas, eu criei coragem e pedi ajuda.

Por que coragem? Bom, primeiro que, desde os primórdios do RA, eu detesto pedir alguma coisa. É sério. Mas, sempre que era algo importante, eu acabava pedindo, senão não teríamos esse blog hoje em dia. Segundo, que o Gibiscuits trabalha com HQs bem mais diferenciadas. Mas, arrisquei assim mesmo. Ele aceitou! E, logo começamos os trabalhos de limpeza (apagar balões) do scan original. Quando notou que algumas coisas seriam difíceis até pra ele, entrou em cena Johnny Who, mais um gibiscuitiano. Estava completa a equipe.

E hoje (04 de Julho) terminei! Skaetos e Jonny Who fizeram a parte de diagramação que eu não conseguiria. Eu fiz a transcrição do texto dos balões das quase 150 páginas e, sim, estou vivo. No fim, sempre vale a pena. Tentei não deixar passar muitos erros de digitação, mas é impossível não tê-los. Esta é, provavelmente, a primeira parceria em algo tão extenso com outro grupo de scans. Agradeço muito ao Skaetos e ao Johnny Who. Sem os dois, eu realmente não teria concluído o projeto.

Ah, sim, e a HQ? Para quem não sabe ainda, é sobre um universo alternativo em que Superman cai na Ucrânia, e acaba sendo criado pelos russos. Cresce e se torna o braço direito de Stalin. Quase um filho. Nos EUA, um Lex Luthor casado com Lois Lane, só pensa em derrotar o Homem de Aço comunista e, para isso, irá até as últimas consequências.

PLOFT! (sou eu caindo) zzzzzzzzzzZZZZZZZZ

Image and video hosting by TinyPic

5 comentários:

Anônimo disse...

Espetacular!!! Parabéns a equipe!!!Se dependesse de lojas ou empresas ou grupo,nunca teria esse grande projeto,é um marco que ficará na história!

Luizzin JLS disse...

Excelente! Grande história, e nos faz refletir se realmente valeria a pena em ter um Superman dominando o planeta... Obrigado por mais esta grande edição...Sds...L

Clauber disse...

Brigadão mesmo, sempre quis ler essa hq! Abraço!

Hardinho disse...

Aff, quem criou é um psicopata ditador, seria legal mesmo ver um socialismo censurando hq's, linda ironia.

Anônimo disse...

Curioso e interessante. Muita coisa inspirada em Bradbury e Asimov. O final é clássico.