quarta-feira, 16 de abril de 2014

Transmetropolitan - Volume 01


TRANSMETROPOLITAN - VOLUME 01
Scans by Onomatopéia D./Rapadura A.

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique AQUI


Sinopse: Só vim a saber quem era Warren Ellis quando li The Authority e Planetary. Até então ele era um ilustre desconhecido, para mim. Pelas HQs citadas pude ver que seu estilo era violento e, ao mesmo tempo, muito inteligente.Também havia um sarcasmo inerente aos dois títulos que vinha direto da personalidade do autor. Planetary se tornou um dos meus quadrinhos favoritos. The Authority só prestou enquanto ele e, depois, Mark Millar escreveram.

Somente tempos depois descobri Transmetropolitan. Pude perceber que o personagem, Spider Jerusalem, já era bem venerado pelos fãs dos quadrinhos Vertigo. Tentei ler, mas a publicação aqui era pela péssima Braisntore. Mesmo em scans, a coisa não era muito constante, então desisti. Com a Vertigo nas mãos da Panini, um dos grandes milagres editoriais que se esperava aconteceu: o título começou a ser publicado, mesmo que vagarosamente, em encadernados de capa dura. Somente então, comecei a ler Transmetropolitan de verdade.

Para quem - ainda - não conhece: Spider é um jornalista que vive em um futuro distante. Se auto-exilou por cinco anos, vivendo como um eremita, até que é convocado pelo seu editor para escrever um dos livros pelo qual foi pago. Desesperado com as consequências do não cumprimento do contrato, Spider desce de sua montanha e vai para a cidade tentar arranjar um emprego, conseguir moradia e assim começar a escrever o maldito livro.

De volta ao mundo que preferia evitar, Spider aponta sua máquina de escrever para uma rebelião de pessoas conhecidas como transientes, gente que quer ser aceita como é, metade humano, metade alienígena. Pressentindo que as coisas podem sair do controle, Spider não pode fazer muita coisa a nço ser o que ele sabe fazer de melhor, ser um jornalista. Estando no olho do furacão, Spider sente que está de volta a ativa e agora é pra valer.


Um comentário:

Carlos disse...

Muito obrigado por me dar a conhecer este autor. Muito bom