segunda-feira, 26 de agosto de 2013

100 Balas - Volume 01


100 BALAS - VOLUME 01 DE 15 Scans by Onomatopéia/Rapadura Açucarada
Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui

Sinopse/Matéria: Eu conheci 100 Balas em uma época difícil para os quadrinhos Vertigo. Espalhados por editora de pequeno e médio porte, as HQs não eram encontradas em bancas, apenas em livrarias e lojas especializadas, as comic shops. E, sim, em lojas on line. Pois, foi em uma comic shop que descobri esta HQ incrível. Além de complicado para encontrar, 100 balas estava em uma editora que vendia seu material a peso de ouro. Uma revista de meras 28 páginas seria hoje o equivalente a R$ 10,00 ou mais.

Tudo isso fez com que eu lesse pouquíssimos números desta obra. Quando a Pixel adquiriu os direitos de publicação do selo Vertigo, ainda assim não me senti confiante para retomar a leitura. A publicação pela nova editora ainda me parecia caótica. E, não demorou muito para que o que eu temia acontecesse: o cancelamento das publicações.

Quando a Panini amealhou a Vertigo para seus domínios, onde lá já estavam os personagens da DC (dona do selo Vertigo) eu ganhei mais confiança e comecei a comprar os encadernados que começaram a ser publicados das edições de 100 Balas. E e este mês a HQ chegou ao seu final, completando os 100 tiros prometidos, em 15 volumes publicados religiosamente.

A HQ que arremessou os dois artistas - Azzarello e Risso - ao estrelado dos comics, trata sobre um estranho agente Graves que aborda pessoas que tiveram algum tipo de percalço na vida e oferece-lhes a chance de revidar. Entrega-lhes uma mala com 100 balas, um revólver e a informação de quem ferrou com a vida deles. Se a pessoa resolver dar o troco, nunca será acusada, pois a arma e as balas não são rastreáveis.

Neste volume conhecemos três dessas pessoas: uma ex-presidiária latina que teve marido e filho pequeno assassinados, um barman que teve sua vida devassada por uma falsa acusação de pedofilia e um jogador compulsivo que passou 12 anos na cadeia e vive endividado por conta do seu vício. O que a chance de revidar saindo incólume fará com a mente dessas pessoas? O que mais está em jogo? Quem é o agente Graves e qual seu lucro em tudo isso. Uma coisa é certa, ninguém faz nada de graça, para tudo há um preço. Não gaste toda sua munição.

5 comentários:

JAVAL disse...

Muito obrigado amigo, isto é muito bom. Um abraço.
javal

joalfa666 disse...

Realmente, uma obra prima, e o mais incrível de tudo é que, apesar do enredo ser rico e inédito, seria de esperar que em algum momento ficasse cansativo. Os autores criam uma reviravolta e tornam a missão do agente Graves em algo muito maior do que apenas proporcionar justiça rápida e incólume.
Parabéns pelo trabalho, Javal

Máq disse...

Eudes, fica aqui meu muito obrigado.
Vou tentar me iniciar em 100 Balas com esse encadernado.

Abraço.

Atsuki disse...

vlw! ta ai uma hq que nunca cansa!

Peço perdão por usar inadequadamente o espaço, não achei nenhuma outra forma de entrar em contato.


Sou criador de um recém-nascido site para leitura de HQs online, caso queiram, estou aberto para parcerias, Inclusive posso estar criando um conta para que façam upload das hqs por la.

Site:
http://www.hqbr.com.br/home
Nossa página:
https://www.facebook.com/hqbrreader

Desculpe o incômodo e um grande abraço!

Marcelo disse...

Interessante a arma e a munição não são rastreáveis tá tudo bem. Isso não tem nada demais, se eu quiser atravesso a fronteira do Brasil com qualquer país da região compro arma e munição que nunca serão identificadas. Os caras se esqueceram apenas de pensar que qualquer criminoso pode ser pego em flagrante. Idéia boba a dessa revista.