terça-feira, 9 de julho de 2013

1 Litro de Lágrimas


1 LITRO DE LÁGRIMAS - AYA KITO
Scans by Sabrewulf/Onomatopéia Digital

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui


Nos primórdios do Rapadura Açucarada e do início da distribuição de scans de HQs em massa, uma das coisas que se destacou, logo algumas semanas depois, foi a contribuição espontânea de pessoas que visitavam o blog. Não precisei pedir, nem formar um grupo, simplesmente aconteceu. Como fogo em mato seco. As pessoas mandavam seus scans de todos os lugares do Brasil. Alguns deles, verdadeiras raridades. Essa agitação só servia para contagiar outros, que contagiavam outros. Por fim, muitos desses saíram para formar seus blogs de scans, inspirando assim novas pessoas a contribuirem também. Era o que se chama de um crescimento exponencial.

Tanto que hoje em dia pode-se formar uma árvore genealógica de blogs que inspiraram blogs que inpiraram blogs. Tudo porque as pessoas têm esse potencial para compartilhar. Nesse mesmo ritmo se seguiu os scans traduzidos, gerando os grupos de tradução de scans que vemos até hoje. Todos baseados no mesmo príncipio de contribuição espontânea. Era como trocar gibis de uma forma totalmente nova.

Me é impossível lembrar o nome de tantos que contribuíram para a Era de Ouro dos scans no RA. Calculo que foram dezenas a certa altura. Hoje em dia refaço muitos scans daqueles que tanto eles fizeram, como eu também fiz. Mas, mesmo sendo digitalizações ultrapassadas, foram a base para o que veio depois.

Com a dispersão e as várias fases por quais o RA passou, a contribuição acabou se dispersando também. Em parte é bom por eu controlar a qualidade e torná-la padrão, sem scans com diferentes graus de qualidade. Em parte é ruim, devido ao fato de eu ser apenas um e o tempo ser curto. Então vou fazendo o que posso no ritmo que dá. Não me preocupo com quantidade. Afinal, o que não falta são scans nos vários links à direita.

Então, chegamos ao mangá aqui postado. Além de ser uma contribuição de qualidade, faz com que retornemos a essa época do blog em que outras pessoas ajudavam. Pura nostalgia.


E, surpreendendo, Sabrewulf, que enviou o scan, foi além e acrescentou duas páginas escritas por ele, com uma introdução - coisa que a revista não possui - explicando não apenas mais da história de Aya Kito, mas da história dele mesmo e de como a revista o afetou, já que... bom, leia a introdução.

Aya Kito é uma menina de 16 anos que descobre estar com uma doença degenerativa, que começa a afetar seus movimentos e cada dia seu passa a ser uma luta. Sua médica sugere que ela escreva em um diário tudo que sente e tudo pelo que passa, e ela acata a sugestão, o que acaba servindo como base para um livro, publicado mais tarde, para uma minissérie televisiva e, finalmente, para este mangá. Como Aya mesmo diz durante sua história "eu deixei minha marca". Ela se referia a como estava contribuindo para a organização de sua classe e como as pessoas gostavam dos livros que ela sugeria. Mas, sua marca foi bem além disso.

Obrigado, Sabrewulf.


Image and video hosting by TinyPic




5 comentários:

flavio disse...

Falou tudo,Eudes.Quantidade nem sempre é sinônimo de qualidade.E no caso do Onomatopéia,vale sempre à pena a espera.Um abraço!

Anônimo disse...

li este HQ e me fez pensar como deve ser triste estar no lugar de outra pessoa que passa por alguma dificuldade!
mas o HQ acaba por aqui? não há nem uma continuação?
pena seria interessante saber como foi a convivência em uma escola especial!

Regina ♠ disse...

Apesar de tudo ela permaneceu doce e carinhosa ao invés de sucumbir a raiva e descrença.
Muito bonito, muito triste, me fez refletir sobre várias coisas.
Super recomendo! ^^

Anônimo disse...

obrigado eudes,
obrigado sabrewulf...

Anônimo disse...

vi a versão live action tem no hyuugadownloads, vou ver o manga agora.
Ainda bem que ainda esta ativo o link.
Obrigado