quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Revista Animal Completa


REVISTA ANIMAL #01 a #22
Scans by Rapadura Açucarada


Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui e aqui e aqui


Sinopse: O final dos anos 80 foi uma época muito especial para os quadrinhos no Brasil. Até então, a nona arte era vista em nosso país como uma mídia intrinsecamente infanto-juvenil e as revistas nas bancas refletiam essa concepção, tanto no formato pequeno, nas cores primitivas e nas impressões desleixadas, quanto no conteúdo dominado pelos super-heróis das editoras Marvel e DC. O conceito de quadrinhos para adultos se restringia a publicações underground, normalmente de vida curta, ou a álbuns de autores europeus, raros, vendidos em livrarias e de preço pouco acessível ao leitor comum. Continue lendo aqui.


12 comentários:

Anônimo disse...

Cara me lembrei da minha juventude quando gastava meu ordenado de boy nestas e em outras preciosidades da HQ!!! Valeu

Sylvio de Alencar. disse...

Quero parabenizar publicamente o trabalho de Cimerian Satan, pelo esforço de nos presentear com este excelente serviço.
Vida longa a você, Cimerian!

Forte abraço!

Francisco Carlos Amado disse...

Sempre amei gibis e revistas importadas, Desde cedo valorizei a palavra escrita mesmo que ainda não soubesse ler, pois tive acesso, sem educastração, a esse meio valioso. Devo aos quadrinhos o bem falar e o bem escrever. Já faz quase 44 anos que me dedico à essa paixão lúdica e maravilhosa. E tenho me dedicado nas décadas de 70, 80 e 90 a comprer levas e levas de HQs, embora mal soubesse que espaço seria o problema. Já atingi a marca de 10 mil gibis ou revistas afins!
Com 50 anos ainda me dedico a essa coisa rejuvenescedora e leio a cada dia sempre mais...
As obras de hoje em dia também tem a sua predileççao, não importando se mangá, cartoon, comics, edições encadernadas ou européias. Houve um tempo que esse luxo era motivo de briga entre colecionadores mais antigos em plena livraria, que não era ambiente para quem não tivesse grana alta - isso em 1969,1970 por aí...
Lembro bem dessa época e HOJE a situação é obter scans ou revistas de banca colecionáveis. Esperei muito para ver uma revista de porte, como a Animal, aparecesse na Web, e em outros tempos não imaginaria isso. Parabéns!
A Animal é ótima! A Atma também o foi, mas isso é outra história...

Anônimo disse...

Sempre amei gibis e revistas importadas, Desde cedo valorizei a palavra escrita mesmo que ainda não soubesse ler, pois tive acesso, sem educastração, a esse meio valioso. Devo aos quadrinhos o bem falar e o bem escrever. Já faz quase 44 anos que me dedico à essa paixão lúdica e maravilhosa. E tenho me dedicado nas décadas de 70, 80 e 90 a comprer levas e levas de HQs, embora mal soubesse que espaço seria o problema. Já atingi a marca de 10 mil gibis ou revistas afins!
Com 50 anos ainda me dedico a essa coisa rejuvenescedora e leio a cada dia sempre mais...
As obras de hoje em dia também tem a sua predileççao, não importando se mangá, cartoon, comics, edições encadernadas ou européias. Houve um tempo que esse luxo era motivo de briga entre colecionadores mais antigos em plena livraria, que não era ambiente para quem não tivesse grana alta - isso em 1969,1970 por aí...
Lembro bem dessa época e HOJE a situação é obter scans ou revistas de banca colecionáveis. Esperei muito para ver uma revista de porte, como a Animal, aparecesse na Web, e em outros tempos não imaginaria isso. Parabéns!
A Animal é ótima! A Atma também o foi, mas isso é outra história... bla bla bla

James disse...

Primeiramente, Parabéns ao blog e a todos que ajudaram ou ajudam a divulgar grandes quadrinhos como esse.
Lembro quando conheci a Animal e desde a primeira lida já gostei d+.. do ambiente alternativo, dos roteiros e dos diferentes tipos de desenhistas e suas grandes ideias.
Hoje a Animal é Cult !
abs,
James.

Anônimo disse...

Tenho todas a revistas, muito boa. òtimas estórias, encarte, feio, sujo e malvado. Heavy Metal brasileira foi outra grande publicação. abraços

Hudson Calasans disse...

obrigado por compartilhar. os meus exemplares em papel não sobreviveram, mas agora posso curtir de novo tamburini, liberatore, abuli, bernet, vuilemin, jose ortiz et cetera

Anônimo disse...

Isso é uma preciosidade! Só tenho a agradecer. Muito obrigado mesmo!

Cid disse...

Ainda tenho minhas Animal. Engraçado é que no número dezenove, a demo do meu então grupo de rock teve a demo resenhada nas páginas da MAU.

Zigas vaz disse...

estou em busca da sexta ediçao aonde tem a historia da familia canibal

Anônimo disse...

Tenho a Animal completa, caso alguém tenha interesse em comprar podemos conversar, aceito proposta. Estado impecável. Alexandre RS (Porto Alegre)

Pacifico Surf disse...

GRANDE!!!!... POR ANOS QUIS VOLTAR A LER A HISTÓRIA DE ASTARTE DE ANDREA PAZIENZIA.
UM ABRAÇO Y MUCHAS GRACIAS DESDE CHILE ... TEM QUE LER EM PORTUGUÊS PARA MATAR UM POUCO A SAUDADE.
OBRIGADAO!!