domingo, 28 de agosto de 2016

Vertigo: Contos Macabros

VERTIGO: CONTOS MACABROS
Digitalização e Ajustes by Renato P./HORDA

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Assim como sou decenauta no meu DNA, mesmo gostando de todas as outras editoras e tipos de quadrinhos, eu sou, também, Vertigonete(?), mesmo gostando das HQs pancadas da Image, Dark Horse, Avatar e etc. Mesmo o selo não sendo mais a força que era antes.

Afinal de contas eu - e todos os fãs de quadrinhos que liam DC - já líamos Vertigo antes do selo existiur, lá na revista Supermigos, onde o Monstro do Pântano de Alan Moore era publicado, o Homem-Animal de Grant Morrison, na DC2000. Vimos o nascer de John Constantine, que renderia 300 edições de um mago que realmente era humano, como qualquer um de nós. Ou talvez, pior. E tudo isso, como adolescentes ainda, fascinados por quadrinhos que "não estavam mais no Kansas". 

Talvez, por tudo isso, Vertigo ainda seja uma espécie de palavra mágica em termos de quadrinhos, ao menos para mim. Sendo assim, aqui está amais uma edição de contos compilados pela Opera Graphica, com os melhores artistas do ramo.

"Palomino" é uma história de faroeste escrita por Darko Macan e ilustrada por ninguém menos que Paul Gulacy. "Brinquedos Novos" traz uma parceria que seria frequente, Grant Morrison e Frank Quitely. "Era Uma Vez no Futuro" é de Brett Lewis e Eduardo Risso. "Parada" é construída por Devin Grayson, Phil Jimenez e Rick Magyar. "A Confissão de Gabriel Winters", tem Nicholas Burns nos escritos e Doug Wheatley nos desenhos. 

"Os Guerreiros dos Salgueiros", uma história de samurais, é de Ian Edginton e Eric Shanower. "Bródi Vudu", sim isso mesmo, é de John R. Lansdale e Timothy Truman. "Fingindo-se de Morto" traz o veterano Bruce Jones e mais uma vez, Paul Gulacy. "Babá" é de Steven T. Seagle e John Estes. "O Que Um Homem Deve Fazer" é escrita pelo frequente Peter Milligan e ilustrada pelo fodástico Duncan Fegredo. 

"Vigilante" está sob a custódia de Lucius Shepard e Chris Weston. "Guerra + Ervilha", repete a parecia Milligan e Fegredo. "Noite Platinada" é de Lucius Shepard e James Romberger. 

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Renascimento #01 a #26

RENASCIMENTO #01 a #26 (em andamento)
Tradução e Letras by Guardiões do Globo


PARA BAIXAR O PACK, CLIQUE AQUI

Em Wausau, Winsconsin, por um dia inteiro, os mortos voltaram à vida. Não como zumbis atrás de cérebro, mas, aparentemente como as pessoas normais que eram antes de morrer. Aparentemente. 

Agora a pequena cidade vive em quarentena, até se determinar se isso é algum tipo de doença. Para lidar com todo a balbúrdia causada pelo acontecimento, temos a policial Dana Cypress, filha do xerife da cidade. Ela tem uma irmã, a estudante Martha Cypress, com a qual a relação é conturbada. Para piorar isso, Dana descobre que Martha foi assassinada no dia do Renascimento, mas não lembra quem foi e, agora, é um dos revividos. Cabe à Dana descobrir quem a assassinou.

Mas, não para por aí. o filho de Dana, Cooper, um garoto inteligente, anda vendo uma estranha aparição brilhante que parece estar rondando sua casa. Quando vai contar para a mãe, esta não acredita.

Os problemas com os revividos aumentam cada vez mais. Novas descobertas sobre eles vão acontecendo, dramas vão se desenrolando, e entre a miríade de personagens da HQ, tudo pode acontecer. 

Trazendo a lembrança a série francesa Les Revenants (que já ganhou até remake nos EUA), a HQ, assim como a série, mostra o impacto de tal acontecimento inexplicável na vida dos vivos. Porém, a HQ consegue ser mais abrangente e dinâmica.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

DragonBall - Vol. 09

DRAGONBALL - VOLUME 09
Scans e Trnascrição by Renato P/HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Continua o torneio e Kuririn enfrenta Chaos, o lutador que mais parece um brinquedo. No decorrer, descobre-se que o mestre Tsuru era o irmão mais velho de Tao Paipai, que acabou morto pelas mãos de Goku. Isso torna as coisas mais tensas ainda.

Goku e Kuririn acabam por se enfrentarem no torneio e a briga, apesar de amigável, precisa ter um vencedor, para que continue. A grande final é, claro, entre Goku e Tenshinhin, que não acredita que Goku possa vencê-lo. Quer dizer, não acredita até que a luta começa. 




domingo, 21 de agosto de 2016

Lobo Solitário - Vol. 08

LOBO SOLITÁRIO - VOLUME 08
Digitalização: Sabrewulf/Restauração: Eudes H./HORDA Comics

PARA BAIXAR DO 01 ao 08, 
CLIQUE AQUI

Tarda, mas não falha. Depois de um ano, ele está de volta. Aliás, antes que alguém reclame da demora, quero deixar registrado que não há nenhuma obrigação nem minha, nem de ninguém aqui com "prazos", pois eles não existem e eu não cobro ninguém. É diversão, não trabalho. No mais, se a pessoa leu até aqui e ficou tão interessada no que vem depois que fica noites sem dormir, ela pode acessar o Mercado Livre, o Estante Virtual ou simplesmente esperar que a Panini relance a série. Disto isto, sigamos:

"Um homem com as roupas quase em farrapos carregando seu filho em um carrinho percorre as estradas cobertas de neve durante o Japão do shogunato Tokugawa. Embora estejam cansados e com fome, em nenhum momento os dois deixam de mostrar em seus semblantes uma expressão ao mesmo tempo serena e decidida. Na cintura o homem carrega a inseparável "Dotanuki", espada que maneja com assustadora habilidade e o principal instrumento de sua profissão: assassino. Sua fama percorreu até as provínciais mais distantes, enchendo de pavor os senhores de terras, até se transformar na lenda do Lobo Solitário, o "assassino do carrinho de bebê".

Concebida por Kazuo Koike e Gozeki Kojima, a saga conta a história de Itto Ogami, ex-kogi kaishakunin (executor oficial do Shogun) que é injustamente acusado de uma suposta trama para derrubar seu soberano. Recusando a ordem de cometer o sepukku (suicídio ritual dos samurais) Ogami, junto com seu pequeno filho Daigoro, torna-se um assassino errante, um ronin (samurai sem mestre) buscando vingar a morte da esposa e restaurar a honra de sua família.

Koike o Kojima contam esta história ao longo de 28 volumes de forma magistral em todos os aspectos: a reconstituição da época, o código de honra dos samurais, a narrativa ágil, as histórias profundamente marcantes, a violência das lutas. Lobo Solitário é uma viagem no tempo, que nos remete ao Japão da época dos samurais.

Tanto que o mangá se tornou um clássico, gerando seis filmes, quatro peças de teatro, quatro discos e uma série de televisão (exibida no Brasil nos anos 80 pelo SBT). Também influenciou uma geração de desenhistas e escritores, entre eles Frank Miller, que reinventou a HQ norte-americana com "O Caveleiro das Trevas". "A trama de Kazuo Koike, aliada à narrativa visual impecável de Kojima, é uma das obras mais completas que conheço", elogia. "Babei como um idiota a primeira vez que peguei nas mãos um mangá do Lobo Solitário."

No Brasil, a publicação do mangá também se tornou uma saga em si. Começou em 1987 com a Cedibra (que traduziu a versão norte-americana da First Comics), passando pela Nova Sampa ao longo da década de 90. Nesse período, os fãs ardorosos tinham de se contentar com edições fragmentadas, sem periodicidade definida e qualquer sequência nas histórias. A questão só foi resolvida em 2004, quando a Panini relançou a série a partir da edição da Dark Horse. Eu particularmente vivenciei essa novela e tive de esperar quase 20 anos para conhecer o final da lenda do assassino do carrinho de bebê."

Fábulas - Vol. 07

FÁBULAS - VOLUME 07
Digitalização e Ajustes by HORDA Comics

PARA BAIXAR DO #01 ao #07
CLIQUE AQUI

A Cidade das Fábulas se vê às voltas com convidados inesperados: o reino das fábulas do Oriente Médio também foi derrotado pelo inimigo e agora Simbad e sua trupe vem se refugiar junto com as fábulas que lá já estão há tempos. Porém, junto com eles vem também os problemas. 

Um djinn (gênio) veio junto em uma garrafa e ele não é da Disney. Maligno e extremamente poderoso, é libertado pelo ministro de Simbad, que vê nas regras da Cidade das Fábulas uma afronta a seus costumes, como por exemplo, o de manter escravos. 

Agora, o prefeito Príncipe Encantado, o Fera, a Bela e a bruxa Tottenkinder precisam enfrentar esta nova ameaça. Enquanto isso, Chapéuzinho Vermelho - a verdadeira - tenta se adaptar à vida no mundo dos humanos. No entanto, o Garoto Azul sofre com sua presença, pois ela não é a pessoa por quem ele se apaixonou. 

Nas últimas duas histórias vemos como um soldado de madeira do inimigo se apaixona e acaba com ideias de se tornar humano, tanto ele, como sua amada. 




quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Aventura e Ficção #12 e #13

AVENTURA E FICÇÃO #12  e #13
Digitalização e Restauração by HORDA Comics

PARA BAIXAR DE 01 a 13, 
CLIQUE AQUI

Denny O'Neil, Gene Colan e Alfredo Alcala em um conto sobre um amor que atravessa séculos. Scotty é uma história escrita e desenhada por Herb Trimpe. Já O Feitiço do Dragão é de John Jakes, Val Mayerik e Joe Sinnot. E mais um capítulo de The 'Nam, de Doug Murray, Michael Golden e Armando Gil.

Na edição seguinte temos Bill Mantlo, Ed Hannigan, Craig Russell e Rick Bryant em Espada das Estrelas. Já Pelotão Coelho é de Larry Hama, Mark Armstrong e Joe Albelo. E mais Murray, Golden e Gil em The 'Nam: Passe de Três Dias. 


Aventura e Ficção #10 e #11

AVENTURA E FICÇÃO #10 e#11
Digitalização e Restauração by HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

1975. Neste ano, o argumentista e desenhista Howard Chaykin - o mesmo que reformulou O Sombra e desenhou histórias de Conan - mostrava em uma convenção de Quadrinhos, uma série de páginas, desenhadas por ele próprio, de um certo herói. 

Até aí, nada muito estranho. O que realmente surpreendeu os participantes do que encontro foi que Chaykin não tinha nem título e muito menos argumento, Porém, assim que, depois de algum tempo, Len Wein escreveu seu argumento, colocando palavras nos quadrinhos, a coisa ficou clara, e soubemos o nome do herói dos anos 30: Dominic Fortune.

Na verdade, um herói com padrões diferentes do já conhecidos. Fortune mora e joga no Mississipi Queen, um navio-cassino igual a tantos outros da década de 30. É certo, também, que ele é muito habilidoso com uma arma, rápido com os pés e, provavelmente, um bom dançarino.

Entretanto, não se iluda, Dominic Fortune aceita trabalhar para pessoas que não são lá muito bem cotadas quando se trata de bom comportamento e cidadania, mas têm uma conta bancária razoável. Agora, se é você que está em apuros - e pode pagar seus serviços - Fortune é, sem dúvida, o cara certo para se ter ao seu lado. Basta mostrar o vilão e o talão de cheques.


Scans Que Eu Li: República Invisível

REPÚBLICA INVISÍVEL - #01 a #10 (em andamento)
Tradução e Letras by Guardiões do Globo




PARA BAIXAR O PACK CLIQUE AQUI ou AQUI

O ano é 2843. O jornalista Croger Babb está andando pelas ruas de Avalon quando vê um mendigo se esquentando ao queimar páginas do que parece um manuscrito. Logo, Croger percebe que aquilo realmente é o livro, a história de alguém: Maia Reveron.

Ela se diz prima do ditador planetário Arthur McBride, que acaba de ser deposto. O problema para Croger é que ninguém nunca ouviu falar dessa Maia. Ele continua lendo e vê que os dois foram bem próximos antes dos anos de poder de McBride. Fugiram juntos de uma fazenda-prisão e Maia testemunhou em primeira mão o quanto o seu primo era perigoso. 

Croger quer transformar aquilo em um livro de verdade, mas, quando resolver fazer isso começa a ser perseguido por pessoas que querem o manuscrito e a sua morte, se for possível. Babb agora está no meio de algo bem maior do que ele mesmo. O que pode ser, só indo cada vez mais fundo para descobrir. 

P.S.: Para acompanhar as HQs de Scans Que Eu Li, procure sempre o site de onde elas foram retiradas, no caso aqui Guardiões do Globo.


Contos do Batman - Livros

CONTOS DE BATMAN - 04 VOLUMES
Digitalização e e-Bookização by ÐØØM™ Scans
Doação: Cientista Social Nerd


PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

As livrarias andam repletas de livros com os super-heróis dos quadrinhos. Tanto Marvel quanto DC. Mas, antigamente, lá no meu tempo, isso era um tanto quanto raro. E, essas raridades vieram parar aqui no Rapadura Açucarada graças a algumas - dentre muitas - doações que o Cientista Social Nerd fez à nossa causa.

Como de fazer e-Books eu entendo lhufas, passei os livros para o Agente da Shield Bishop, do ÐØØM™ Scans que fez um trabalho digno de um Batman. Além destes, o seu blog tem outros livros raros de ficção-científica que ele vem escaneando. 

Quanto a estes, são vários contos reunidos nos quatro volumes, de vários escritores diferentes, com uma curiosidade interessante: no terceiro volume Isaac Asimov é um dos escritores convidados. 



Akira #19 a #22

AKIRA #19 a #22
Digitalização e Restauração 2.0 by HORDA Comics


PARA BAIXAR DO #01 ao #22 CLIQUE AQUI
Para baixar o Pack com as 22 AQUI

Enquanto que na animação Lady Miyako não acrescenta nada à trama, tendo poucos segundos em cena de modo irrelevante, nestas quatro edições vemos o quanto ela é importante. Denominada #19, Miyako sabe muito sobre o Projeto Akira. Por isso, Tetsuo vai até ela para tentar saber mais de si mesmo e sobre Akira. 

Já Kay e Chyioko tentam proteger Masaru e Kiyoko, as crianças paranormais restantes. Mas, enfrentam dificuldades quando os homens de Tetsuo as perseguem, fazendo com que se dividam. Kay leva Masaru até o templo de Lady Miyako e Chiyoko leva Kyoko pelos túneis até que encontra o Coronel.

No Templo de Lady Miyako, uma guerra está para estourar...

Revista Heavy Metal

HEAVY METAL - 21 EDIÇÕES VARIADAS
Tradução e Letras by RGT/Só Quadrinhos







PARA BAIXAR DA PASTA, CLIQUE AQUI
PARA BAIXAR EM PACK CLIQUE AQUI e AQUI

Antes de qualquer coisa, aviso que estas edições não estão em sequência. são aleatórias. Assim, se busca "colecionar" os scans em ordem, tente isso com as edições em inglês, pelo torrent ou algo assim. Dito isto, estas edições traduzidas são um achado, já que para traduzir e letreirar com um mínimo de qualidade esta HQ é preciso de bolas de aço. Aparentemente o RGT, que as traduziu para o Só Quadrinhos, tem.

As oito primeiras são de 1977, incluindo a primeiríssima, lançada no mês de abril. A revista que nasceu inspirada na francesa Metal Hurlant, de Moebius e Druillet, não fez feio perante sua irmã mais velha e também se transformou em um ícone da História das histórias em quadrinhos, gerando até mesmo duas animações. 

Não sou profundo conhecedor da revista. Sempre soube da sua existência e sempre soube que era foda. Mas, só vim a ter contato mais frequente depois dos scans. Com essas 21 edições, mais contato ainda. 

Além de Moebius e Druillet, há uma penca de outros artistas de renome recheando cada edição aqui postada. Espero que gostem e agradeçam ao paciente RGT.